segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O recomeço


Os dias passam e começo a perceber, que mesmo estando forte o bastante depois de tantos tropeções que a vida nos dá, ainda me atropelo por entre emoções corriqueiras, que de repente surgem de tal forma, e com tanta intensidade que atormenta e arrebata , qualquer eixo, qualquer equilíbrio que procurei erguer durante esse tempo.
Tempo é bem a palavra certa para designar os paradigmas que atormentam meu pensamento neste momento. As vezes penso que correr e chegar no final logo é o que deve ser feito, outrora penso que a paciência é virtude para poucos e assim devo esperar. Não sei ao certo o que virá no dia seguinte, se será apenas lembranças de momentos inesquecíveis , ou partes de uma vida a dois que começou a ser construída a um bom tempo, mas que passa gradativamente por tribulações, causadas por você e por eles, enfim , por todos nós.
Agora me afogo do meu dia-a-dia de turbulentas tarefas procurando me esvaziar de você, só até o momento em que você me procurar, depois disso , depois de sua relativa preocupação, em sentir realmente minha falta é que terei de fato a certeza de que seria sim o amor de sua vida.

Um comentário:

adolescent subjects' disse...

adorei o texto Sibela [apesar de ser triste]
espero que voce fique bem, saudades ♥
beijo.