quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Duas caras


É tão comum no meio em que se vive , as pessoas falarem eu te amo, eu te gosto, eu te adoro e nem sabem se ao certo é isso que sentem. Fico sem entender como isso se torna tão natural, diante de algo que não é, vulgarizar os sentimentos, brincar com eles , isso é trapaça, covardia, quem disser que amou sem amar, que gostou sem gostar, me desculpe você foi um hipócrita. Tenho raiva dos que não são fieis aos seus sentimentos ,veja que contradição.Mas é assim todos buscam o amor perfeito , a pessoa perfeita , mas e você ?é perfeito por acaso? Não seja ingênuo e não brinque com o ser humano , só Deus sabe do que ele é capaz. Alguns de nós somos duas caras, a mesma cara que diz que ama, no outro dia diz que odeia, sejam crédulos de seus príncipios e não se ultilizem de argumentos sérios como fultilidade, a sinceridade é para poucos e o poder de amar mais ainda.

3 comentários:

Norberto disse...

Se isso fosse pra mim acho que me acabaria. Como sempre expressando bem as palavras. Se cada um soubesse exatamente o momento certo de dizer "eu te amo" teríamos um mundo com pessoas "melhores". Acho que falta as pessoas aprenderem a diferenciar uma coisa da outra - sentimento não é brincadeira; com amor e amizade não se brinca. Deve-se saber valorizar. Parabéns! Beijo.

_
http://espetaculoaberto.blogspot.com/
http://zeropalavras.blogspot.com/

Norberto disse...

Só pra lembrar, sua descrição é fabulosa, minha querida!

"Por trás da felicidade a tristeza, por trás de um sorriso, uma lágrima, por trás de um amigo um inimigo, por trás do amor o ódio, por trás da rosa os espinhos"

Adorei!

adolescent subjects' disse...

como sempre, demais. concordo com você sibela! as pessoas as vezes falam sentimentos que nem sabem se é certeza para o outro. isso é da natureza humana, infelizmente ^^